Se prepare: Tendências para Hoteleria em 2018 | Parte 3

Chegamos a última parte do conteúdo Tendências para Hotelaria em 2018!

Abaixo segue a terceira e última parte e se você ainda não leu as duas partes anteriores, pare o que está fazendo e se atualize já:

Parte I, clique aqui.
Parte II, clique aqui.

Afinal, se planejar nunca é demais.

Aproveite a leitura:

Parte 3

#Aluguéis de temporada

Os hotéis terão que aprender a competir com os portais de aluguéis de temporada, como o famoso portal Airbnb, por exemplo.

O Airbnb é um site que possibilita a comunicação entre turistas do mundo inteiro e donos de imóveis. O ponto que mais chama atenção é seu leque de opções, que vai desde sofás até mansões.

Mesmo com pouco dinheiro você pode arranjar um lugar para dormir. Se o orçamento não está apertado, estúdios, pequenos apartamentos ou casas são ótimas opções. Já para quem viaja em grupo e quer a facilidade de poder cozinhar sua própria comida, nada melhor do que alugar uma casa espaçosa, com direito a jardim, piscina e churrasqueira.

Este novo conceito de hospedagem está crescendo no gosto popular e será um forte concorrente para os hotéis e pousadas de todo o mundo em 2018.

#CO-LIVING

A onda dos espaços de co-living, co-working estão inundando as capitais do Brasil e do mundo e também o mercado de hospitalidade. Os princípios de “co-living” têm ênfase na colaboração e no senso de comunidade e vai transformar muito a experiência de hóspedes dentro dos hotéis em 2018.

A possibilidade de reunir todos os hóspedes e formar uma comunidade durante a estadia é extremamente agradável – um lugar onde estranhos podem realmente se reunirem, conhecerem e se divertirem, mesmo que durante o dia estejam em viagem de negócios.

Esta é uma vantagem real dos hotéis sobre o Airbnb, já que a experiência de uma estadia em casa pode isolar o viajante. Pois não há um lobby central do hotel onde você pode se reunir com outras pessoas ou moradores.

#reservas diretas

Na Europa, as OTA`s já dominaram quase 70% das reservas em hotéis, nos EUA 41%. E números tão relevantes naturalmente farão a pergunta de como aumentar as reservas diretas em 2018.
Para diminuir a dependência de intermediários, todas as técnicas são válidas e merecem ser testadas.

#experiências além do hotel

Em 2016, o Airbnb lançou o serviço de reserva de passeios e atividades nos destinos. O simples fato de a empresa ter lançado o serviço é um sinal claro para os hotéis que também precisam prestar mais atenção às experiências dos hóspedes, não apenas dentro do hotel.

Eles precisam de uma abordagem muito mais holística para a experiência geral do hóspede do que eles estão acostumados a oferecer. Pois a própria avaliação do hotel depende de fatores emocionais de como foi toda a jornada do hóspede no destino.

Gostou de acompanhar nossos posts sobre as tendências para a hotelaria? Acompanhe nosso blog e esteja por dentro de mais dicas e lembre-se:

Se estiver precisando de uma equipe qualificada para a divulgação on-line de seu hotel ou pousada, conte conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *